Feeds:
Posts
Comentários

Design Web

Sejam bem vindos amigos internautas, me chamo Érika Lopes e desejo contribuir em diversos fatores para facilitar a realização de sua busca pelas informações que surfam neste espaço virtual chamado web 2.0. Trabalho com design web e seu planejamento focando assuntos como CMS, Tableless, Usabilidade, Web Standard, Acessibilidade entre outros títulos importantes voltados para sistemas computacionais centrados no usuário muito requisitados nesta apreciável “Era” da informação digital, e que geram discussões valiosas na busca de um bem comum. Quero reunir links que habitualmente visito, entre blogs e sites de conteúdo útil que será de grande valia para suas pesquisas, pois são desenvolvidos por pessoas empenhadas na área de seus interesses. Adicionando ao conhecimento de todos reuno obras de autores renomados na prática digital na seção bibliografia lhe oferecendo as “ferramentas chave” para o seu sucesso profissional.

Pense!

Interface

“A navegação está aqui. Algumas partes mudarão um pouco dependendo de onde você estiver, mas estará sempre aqui e sempre funcionará da mesma forma.”

Steve Krug, autor de Não Me Faça Pensar

Esteja apto para o mercado de Design Web lendo o artigo Projetando Usabilidade para produção de um site útil e de boa navegação, permitindo ao usuário navegar com consciência e praticidade economizando tempo e conteúdo. Este texto é baseado em trechos do livro de Steve Krug – Não Me Faça Pensar, obra que faz abordagem geral da usabilidade na web promovendo uma projeção de efeito sobre as funcionalidades de um site. Clicando figura abaixo você vai poder ter acesso à área do artigo.

Nao_Me_Faça_Pensar

A criação é desenvolvida, como o início de um planejamento. Percorremos uma extensa lista de experiências no decorrer da vida, partimos de princípios técnicos e formais, transformamos idéias independentes obscuras e abstratas em elementos significativos diante de outras representações de mesmo valor. O processo é sistemático, contrastante e original. O princípio parte de inspirações já produzidas pré-destinadas à um novo protótipo do que determinará – o novo. Muitos se destacam pela conquista do reconhecimento mútuo, outros apenas assumem o papel de rotular-se como profissionais. O marketing faz seu sucesso quando atribuído a conteúdo de qualidade, a arte de experimentar incentiva sua evolução e a auto-confiança transcende seu poder de capacitação. Lembre-se que as críticas tem um valor, de aprimorar seus conhecimentos e transformá-lo em um ser tão criativo quanto qualquer um em destaque do seu meio. Leia meu artigo a respeito de Criação Publicitária Na Web e procure dá um incentivo ao seu órgão pensante.

A questão é “Usabilidade na Web”.

A usabilidade tornou-se um tema cobiçado entre setores produtivos de criação para testar a funcionalidade de seus produtos no mercado, principalmente na web em virtude de análises e estudos baseados na ergonomia computacional voltada para o usuário, além de tornar-se o principal meio de detectar deficiências em desenvolvimento de sistemas web através dos chamados “Testes de Usabilidade”. Profissionais especializados e laboratórios estruturados permitem o levantamento dos dados que serão discutidos entre os desenvolvedores, além de auxiliar publicitários que trabalham com grupos de focos na tentativa de um bom resultado em suas camapanhas. A idéia é buscar no momento do desenvolvimento reavaliar o sistema e implantar correções antes mesmo de torná-lo público. Vale lembrar que grupos de foco não podem ser comparados aos testes, mas estas distinções vamos deixar para o artigo que estou induzindo a pena na mão, entre conceitos de usabilidade, exemplos de testes e outros. Dentre os artigos que devo publicar nas próximas semanas faço o post de Usabilidade x Utopia espero não decepcioná-lo e continuar contribuindo para o conhecimento de assuntos relacionados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.